Já Curtiu?

Curta Também!

Parceiros

Análise de ‘Alien: Isolation’

Rafael A. Santos Análises(PC), Análises(PS3), Análises(PS4), Análises(X-One), Análises(Xbox-360), Notícias, PC, PS3, PS4, X - One, Xbox - 360 67 visualizações
Análise de Alien:Isolation. O jogo traz alienígena inteligente que caça jogador em estação espacial.
Clima de terror é intenso e visual ajuda nos sustos.
Análise de Alien:Isolation. O jogo traz alienígena inteligente que caça jogador em estação espacial. Clima de terror é intenso e visual ajuda nos sustos.

Jogo traz alienígena inteligente que caça jogador em estação espacial.
Clima de terror é intenso e visual ajuda nos sustos.

 

O site G1 Games jogou o game e fez uma breve análise, confiram.

 

Jogos de terror que realmente assustam estão em baixa nos últimos anos. A série “Resident Evil” decidiu focar na ação e faz tempo que não se vê um bom “Silent Hill”. Os independentes “Outlast” e “Amnesia” salvam a reputação do gênero que exige ter estômago para ver aberrações, mortes horrendas e grandes sustos, mas não têm o apelo de grandes franquias.

 

Game Alien (Foto: Divulgação / Sega)

(Foto: Divulgação / Sega)

O estúdio Creative Assembly, sob o guarda-chuva da Sega, tenta colocar o horror dos games em seu patamar antigo ao mesmo tempo que usa uma franquia de ficção científica com fãs há mais de 35 anos. Criando um ambiente detalhado, que traz um clima que faz o medo do jogador crescer a cada instante e um inimigo inteligente que faz o game ser diferente toda a vez que se joga, nasceu “Alien: Isolation”.

O título chega com a promessa de dar grandes sustos e de colocar o jogador contra um Alien, chamado de “xenomorfo”, que caça todos os habitantes de uma estação espacial isolada e o jogador. Ele é inteligente – de verdade – e caça os humanos em diversas ocasiões e de maneiras diferentes, fazendo o jogo ser completamente inédito toda a vez que você jogar. Na pele de Amanda Ripley, filha de Ellen Ripley, personagem de Sigourney Weaver no filme, o jogador deve descobrir os paradeiros de sua mãe desaparecida há 15 anos.

 

O game foi lançado em 7 de outubro em todo o mundo para Xbox One, Xbox 360, PlayStation 4, PlayStation 3 e PC.

'Alien: Isolation' traz muito terror (Foto: Divulgação/Sega)

 

Um dos acertos de “Alien: Isolation” é o clima de terror constante e crescente a cada nova área. O visual da estação espacial Sevastopool, onde a história acontece, é baseado no filme “Alien – O 8º Passageiro” de 1979″ e traz corredores longos, escuros e uma tecnologia baseada no futuro visto na época em que Ridley Scott criou o universo do alienígena mortal.

 

Tudo é escuro, há muita fumaça, luz difusa e sons de canos estourando e outros estalos que fazem os mais desavisados – e medrosos – darem pulos na cadeira. Isso muito antes de qualquer inimigo aparecer na tela. Dá medo de entrar em uma sala escura ou de virar em um corredor sem saber o que espera ali. É o medo do desconhecido tal qual o filme apresentou e que foi muito bem retratado no game.

 

O som do sensor de movimentos do game ajuda a manter a tensão alta (Foto: Divulgação/Sega)

Os longos períodos de silêncio, de caminhadas pela estação em busca de materias para construir itens ou para chegar ao objetivo são marcados por pequenos sustos, que preparam o medo do jogador para algo que vai acontecer mais para a frente.
A primeira aparição do Alien é algo que nenhum filme da série conseguiu. Usar o sensor de movimentos para tentar escapar de algum inimigo ou do monstro é crucial na aventura, mas o som (bip, bip) que aumenta conforme alguém se aproxima é um verdadeiro teste para cardíaco, como diria o narrador Galvão Bueno.

 

O clima fica ainda mais tenso quando é necessário fugir de inimigos. A ameaça não está apenas no alienígena já que na estação há humanos e sintéticos, androides que ajudam na manutenção do local. O jogo não propõe o combate e, sim, a furtividade. É necessário se esconder e tentar chamar a atenção dos adversários para outro ponto da área para poder atravessá-la. É uma tarefa difícil, que fará o jogador repetir exaustivamente aquela parte até passá-la. Na maioria das vezes, não acontece de primeira, tamanha a dificuldade de se esconder e de driblar os inimigos, que também possuem a mesma inteligência artificial do Alien.

 

Não é possível escapar deste monstro em 'Alien: Isolation' (Foto: Divulgação/Sega)

Não é possível escapar deste monstro em ‘Alien: Isolation’ (Foto: Divulgação/Sega)

Ele, humanos e sintéticos, escutam você, sentem sua presença e te querem morto. Fugir do alienígena é uma tarefa praticamente impossível, já que ele não vai desistir de você, a não ser que se use um lança-chamas ou alguma arma para assustá-lo, já que eliminá-lo é impossível. E não pense que se está em um jogo de ação. Aqui, fugir vale mais do que atirar, já que a munição é extremamente limitada.

 

Quem jogar no Xbox One ainda pode usar alguns recursos com o Kinect, mas eles não são muito bons. O sensor capta ruídos do ambiente – então é bom jogar em completo silêncio – e se alguém tossir ou falar algo, os inimigos escutarão o jogador e caçarão. Também é possível mover a cabeça para que Amanda possa espiar, mas é mais fácil usar o controle para esta função.

 

 

'Alien: Isolation' não confie (Foto: Divulgação/Sega)

 

Amanda Ripley vai até a estação espacial Sevastopool para tentar descobrir o paradeiro de sua mãe, desaparecida há 15 anos. Chegando lá, ela percebe que o local sofre com algo inesperado que eliminou boa parte de sua população. Até enfrentar o xenomorfo por diversas vezes, Ripley encontra os sobreviventes da estação vê que eles, na intenção de sobreviver, esqueceram as regras e o bom senso humano.

 

 

Em 'Alien: Isolation', jogador é Amanda Ripley, filha de Ellen Ripley do filme de 1979 (Foto: Divulgação/Sega)

Em ‘Alien: Isolation’, jogador é Amanda Ripley, filha de Ellen Ripley do filme de 1979 (Foto: Divulgação/Sega)

Eles formaram grupos que lutam uns contra os outros e matam sem pensar duas vezes. Durante a história, com roteiro muito bem escrito, ela encontrará os sobreviventes que podem ajudar ou atrapalhar. Eles sempre querem algo em troca e as reviravoltas são surpreendentes. Quando você acredita que as intenções são boas, esta pessoa pode te trair. Quando você pensa que ele é um inimigo, na realidade ele estava tentando ajudar. O mesmo vale para os sintéticos que, do nada, podem perder o controle e se tornarem inimigos.

Sua Inteligência Artificial foi muito bem construída e eles estão sempre em alerta. Ao ir atrás de Ripley, eles tentam bloquear passagens e se espalham pela área para se ajudar em grupo. Ao ouvir qualquer ruído ou você espiando, eles ficam desconfiados e vão verificar o que aconteceu. Sendo assim, não é fácil escapar da situação.

 

 

O melhor é não confiar em niguém e se guiar pelos instintos de Ripley já que nem eles são capazes de sobreviver aos ataques do temido Alien.

 

Alien Isolation perdidos no espaço (Foto: Divulgação/Sega)

Enquanto o clima de terror, as situações apresentadas pelo roteiro, os objetivos e a fuga do Alien são excelentes e fazem de “Alien: Isolation” o melhor jogo baseado na franquia, a estrutura de mapas e de missões fazem o jogador ficar literalmente perdido no espaço.

 

O mapa e onde estão os objetivos que você deve ir não são claros. Muitas e muitas vezes você andará por um local da estação espacial sem saber para onde ir e sem saber que tipo de item coletar ou com quem falar.

 

Corredores longos e sombrios e escapamentos de gás ajudam a assustar em 'Alien: Isolation' (Foto: Divulgação/Sega)

Corredores longos e sombrios e escapamentos de gás ajudam a assustar em ‘Alien: Isolation’ (Foto: Divulgação/Sega)

Concordo que não deveria ter uma seta, como em “Bioshock” original, que indicasse onde está o objetivo pois isso quebraria com todo o clima de terror. O que deveria acontecer é que o mapa mostrasse claramente o local e o que deveria ser feito. Em um determinado ponto, sem saber onde está um item a ser encontrado, achei que ele estava na sala onde eu estava porque o mapa indicava um “ponto de interesse”. Este ponto na verdade era um gravador como tantos outros que podem ser coletados para ampliar a história do jogo.

 

Este problema se reflete ainda mais no modo de sobrevivência – que é excelente – já que você deve apenas escapar do Alien, mas não se sabe onde está a saída. Este modo coloca em teste a habilidade do jogador para fugir e mostra que o trabalho com a Inteligência Artificial do jogo é excelente. Você será caçado sem dó.

 

Mas o principal problema está na lentidão em como tudo acontece no game. A história demora para engrenar e você ficará muito tempo apenas caminhando. É o preço a ser pago para conseguir criar o clima de horror. Jogadores que buscam um pouco mais de ação não irão gostar destes momentos do game, mas aqueles que curtem jogos de terror, desafios, sustos e uma jogabilidade mais contemplativa terão um bom título em mãos.

 

Alien é um ser inteligente em 'Alien: Isolation' (Foto: Divulgação/Sega)

Alien é um ser inteligente em ‘Alien: Isolation’ (Foto: Divulgação/Sega)

Fonte: G1 Games

Tags

Sobre: Rafael A. Santos

Técnico de informática, com conhecimentos em algumas linguagens de programação, banco de dados e web. Trabalha na Programadores S/A. Apaixonado por videogames e viciado em humor e piadas sem graça. Um cara extrovertido que não fez nada de importante na vida ainda :D

Você também pode gostar de...

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE